Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog do Luiz

Blog do Luiz

Imagem e vídeo da maré do século na França impressionam

Imagem e vídeo da maré do século na França impressionam

Fenômeno é provocado por um alinhamento excepcional da lua e do sol, que influencia correntes marítimas

O famoso Monte Saint-Michel, na Normandia, foi invadido por turistas de todos os cantos da França e de outros países para a "maré do século", um fenômeno provocado por um alinhamento excepcional da lua e do sol, que influencia nas correntes marítimas.

A última "maré do século" foi em 10 de março de 1997 e a próxima será em 3 de março de 2033. A deste sábado será a mais forte maré do século XXI.

Com a maré do século, que ocorre a cada 18 anos ou mais, a amplitude das marés (máxima diferença entre maré baixa e alta) ultrapassa os 14 metros.

 

Saiba mais em Imagem e vídeo da maré do século na França impressionam

Fonte:agron.com.br

Como a psicologia do tempo influência nossas decisões

Como a psicologia do tempo influência nossas decisões

Philip Zimbardo recomenda uma visão saudável do tempo e o paradoxo de como a perspectiva do tempo influencia a nossa tomada decisão.

Segue abaixo a transcrição e o vídeo da palestra proferida e gravada pelo psicólogo e professor Philip Zimbardo para a TED (Veja mais informações abaixo). Segue, ainda, mais abaixo vídeo produzido pelo RSA Animate com o professor que Zimbardo e que complementa brilhantemente essa palestra.

Dois vídeo fantástico sobre como tomamos decisões proferidas pelo professor Philip Zimbardo

Saiba mais em Como a psicologia do tempo influência nossas decisões

Fonte:agron.com.br

Fora PT! Dolorosa ilusão populista produz pobreza crise

Fora PT! Dolorosa ilusão populista produz pobreza crise

É bobagem tentar esconder a verdade. O grito que uniu os brasileiros que foram às ruas nesse histórico domingo foi a condenação ao "lulopetismo"

"Quanto a mim, fico com São Paulo, pois para lá se transportou a alma cívica da Nação". Com essa frase e sua atuação na Revolução de 32 o mineiro Arthur Bernardes, que presidiu o Brasil entre 1922 e 1926, se redimiu perante muitos de seus desafetos da justa fama de repressor e reacionário. Neste domingo, dia 15 de março de 2015, a alma cívica da Nação se transportou para São Paulo, onde se encarnou nos mais de 1 milhão de pessoas que, juntas na Avenida Paulista, fizeram a maior manifestação política da história da cidade e do Brasil.

 

Saiba mais em Fora PT! Dolorosa ilusão populista produz pobreza crise

Fonte: agron.com.br

Vídeo imagem: Manifestação protesto. Fora Dilma PT 1503

Vídeo imagem: Manifestação protesto. Fora Dilma PT 1503

Um protesto generalizado contra o governo Dilma, que atingiu cidades de quase todos os Estados brasileiros e cujo número de participantes ainda não é possível contabilizar, mostrou com clareza que São Paulo, repetindo o cenário da eleição presidencial do ano passado, é a grande pedra no sapato do lulopetismo.

Num domingo, dia considerado ruim para manifestações, com tempo instável, mais de um milhão de pessoas estão, pedindo a saída de Dilma, reclamando contra o petrolão, querendo um basta à bandalheira generalizada e expondo outras bandeiras e chamamentos, fazendo, na maior cidade do país, a mais significativa manifestação deste dia 15.

A onda da capital se estendeu ao interior do Estado, com protestos consideráveis em cidades como Campinas, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Franca e muitas outras.

Centenas de milhares protestaram no Rio de Janeiro, em Brasília, em Belo Horizonte, em Salvador, em Recife, em Aracaju, em Belém do Pará, em Manaus…

 

Saiba mais em Vídeo imagem: Manifestação protesto. Fora Dilma PT 1503

Fonte:agron.com.br

Os altos e baixos da carreira de Johnny Depp no cinema

Os altos e baixos da carreira de Johnny Depp no cinema

Com cinco fracassos consecutivos de crítica e bilheteria, o ator americano vê seu cachê cair pela metade e passa por uma fase que exige reinvenção de estilo e escolhas. Porém... ele insiste em se vestir de pirata 

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), vencedor do Oscar de melhor filme este ano, narra a história de um ator de cinema, vivido por Michael Keaton, que tenta se livrar do estigma do super-herói interpretado por ele décadas antes no cinema. Para isso, ele se aventura no teatro, mas o espectro do herói o persegue - inclusive com uma voz fantasmagórica em sua cabeça. O que poucos sabem é que a produção assinada pelo diretor mexicano Alejandro G. Iñárritu tinha um final diferente do que foi exibido. No roteiro original, a peça chega ao fim e outro ator entra no camarim de Keaton: Johnny Depp. O intérprete do pirata Jack Sparrow tira o cartaz de Birdman da parede e pendura no lugar um de Piratas do Caribe quando, de repente, ouve a voz afetada de seu personagem aos gritos: "Que diabos estamos fazendo aqui, colega?". A troca de atores não deu certo porque, como contou ao site The Film Stage um dos roteiristas de Birdman, Alex Dinelaris, a Disney não liberou o uso dos direitos da saga e Depp não topou satirizar sua atual e preocupante condição. Afinal, a fase negra, apesar de não ter se iniciado com o já cansativo Capitão Sparrow - que na verdade estreou bem no cinema -, foi potencializada pela franquia bilionária. De 2011 para cá, Depp emplacou cinco fracassos de bilheteria e crítica, o último deles o fiasco Mortdecai: A Arte da Trapaça, que chegou ao país nesta quinta-feira, cravejado de críticas negativas lá fora.

Saiba mais em Os altos e baixos da carreira de Johnny Depp no cinema

Fonte:agron.com.br

Conspiração e segredos entre Argentina, Venezuela e Irã

Conspiração e segredos entre Argentina, Venezuela e Irã

Chavistas confirmam conspiração denunciada por Nisman

Três ex-integrantes da cúpula chavista dizem a VEJA que, por intermédio da Venezuela, o Irã mandou dinheiro para a campanha de Cristina Kirchner em troca de segredos nucleares e impunidade no caso Amia

Há dois meses os argentinos se perguntam o que se passou em 18 de janeiro, dia em que o procurador federal Alberto Nisman foi encontrado morto no banheiro de seu apartamento em Buenos Aires. Apenas quatro dias antes, ele havia apresentado à Justiça uma denúncia contra a presidente Cristina Kirchner e outras quatro pessoas acusadas por ele de acobertar a participação do Irã no atentado terrorista que resultou em 85 mortos e 300 feridos na sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia), em 1994. No documento, Nisman explica que, além da assinatura de um Memorando de Entendimento que permitiria ao Irã interferir na investigação do caso, a república islâmica queria que a Argentina tirasse cinco iranianos e um libanês da lista de procurados da Interpol. O governo argentino tentou de todas as maneiras desqualificar o seu trabalho. Há três semanas, um juiz recusou formalmente a denúncia feita por Nisman, que havia sido reapresentada por um novo procurador. Sem se preocupar em esconder seu alinhamento político com o governo, o juiz aproveitou o despacho em que recusa a denúncia de Nisman para elogiar a presidente e sua administração.

Saiba mais em Conspiração e segredos entre Argentina, Venezuela e Irã

Fonte:agron.com.br

Análise de Milho, Soja e Algodão do dia 06/03

Análise de Milho, Soja e Algodão do dia 06/03

 

MILHO

Com a colheita do milho da safra em quase 40%, disponibiliza já produto junto a quantidade ofertada das safras passadas.

O plantio no Paraná está em 40% e no Mato Grosso em mais de 80%. Da área esperada tanto pela Secretaria de Agricultura do Paraná quanto pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária.

 

SOJA

A colheita de soja no Paraná está em quase 40%, e no Mato Grosso em mais 60%, esta semana a colheita adiantou devido a ajuda do clima nas regiões produtoras.


 

ALGODÃO

Com praticamente toda a área plantada, devemos nos ater agora ao clima, que está ajudando o desenvolvimento das lavouras.

A exportação de algodão brasileiro no mês de Fevereiro foi acima da média dos últimos anos.


TIAGO JURCA

OBS: Análises apenas educacionais, não é indicação de compra ou venda de ativos.

Saiba mais em Análise de Milho, Soja e Algodão do dia 06/03

Fonte:agron.com.br

Análise de Trigo, Milho e Soja do dia 04/03

Análise de Trigo, Milho e Soja do dia 04/03

Milho sobe no Brasil com alta do dólar, mas em Chicago voltou a cair. Soja rompe a linha dos US$ 10,00/bushel e pode voltar a US$ 9,70/bushel. O trigo segue em baixa.

 

MILHO

A comercialização do milho de primeira safra está lenta, assim como a comercialização da safrinha, segunda safra, para algumas regiões. Mas ainda há produto das safras anteriores a serem comercializadas pelos produtores.


 

SOJA

Com a alta dos últimos dias, os produtores dos Estados Unidos realizaram a venda do produto, forçando o mercado da bolsa a voltar a cair.

 

TRIGO

Com mais produto no mercado interno e a retração do mercado no Brasil, as importações de trigo tem sido menos que os últimos anos e a média. Indicando que os moinhos estão com uma produção menor devido ao menor consumo de produto, o que pode fazer com que o preço do produto no mercado interno possa cair mais.


TIAGO JURCA

OBS: Análises apenas educacionais, não é indicação de compra ou venda de ativos.

Saiba mais em Análise de Trigo, Milho e Soja do dia 04/03

Fonte: agron.com.br

Análise de Milho, Soja e Café do dia 03/03

Análise de Milho, Soja e Café do dia 03/03

Milho voltou a subir tanto no mercado interno quanto no externo; porém soja não acompanha e segue em baixa na Bolsa de Chicago. Café segue tendência de baixa.

 

MILHO

Com previsão de chuvas para todas as regiões produtoras do país, irá ajudar ao desenvolvimento das plantas da segunda safra, assim como as plantas em final de frutificação.


 

SOJA

As chuvas estão regulares nas principais regiões produtoras brasileiras, mas não tem afetado a colheita. Em algumas regiões do Mato Grosso chega-se a ter até 20 dias de estiagem.


 

CAFÉ

As chuvas das últimas semanas nas regiões produtoras tem ajudado as plantas a se recuperarem da estiagem do final do ano passado, que atrasou a floração, e início deste ano, que dificultou os grãos em estádios de brotinho. Tem derrubado as cotações do produto, tanto na Bolsa de Nova York, quanto na de São Paulo.


 

TIAGO JURCA

OBS: Análises apenas educacionais, não é indicação de compra ou venda de ativos.

Saiba mais em Análise de Milho, Soja e Café do dia 03/03

Fonte agron.com.br

Estudo sugere que povos antigos não podiam ver o azul

Estudo sugere que povos antigos não podiam ver o azul

Ninguém podia ver a cor azul até os tempos modernos

Todo mundo que já entrou em uma discussão sobre a cor de algum objeto vai entender quando eu disser que não nós vemos tudo exatamente igual.

Saiba que a discussão sobre cor não fica apenas restrita ao vestido que virou febre viral nas redes sociais. Os cientistas já estudavam o fenômeno e inclusive tentam compreender como nossos antepassados viam as cores.

O jeito que vemos as cores é influenciado por vários fatores, inclusive linguagem e cultura. Por exemplo, a ciência sugere que seres humanos podem não notar até mesmo coisas tão fundamentais como uma cor, a menos que tenham uma maneira de descrevê-las.

Uma prova pode ser que, até relativamente pouco tempo atrás na história da humanidade, o “azul” não existia.

As línguas antigas não têm uma palavra para o azul – nem grego, nem chinês, nem japonês, nem hebraico. E sem uma palavra para a cor, não há evidências de que esses povos antigos sequer “viam” o azul.

Saiba mais em Estudo sugere que povos antigos não podiam ver o azul

Fonte: agron.com.br

Pág. 1/6

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Mais sobre mim

Em destaque no SAPO Blogs
pub